por Oscar D'Ambrosio


 

 


Versatilidade plástica

 

            Adina Worcman

 

            A artista plástica Adina Worcman é uma apaixonada pelos materiais. E os experimenta intensamente, obtendo muitas vezes interessantes resultados quando realiza mesclas entre eles, tornando aparentes contrastes em momentos de harmonia, onde a unidade se dá pela forma de aglutinar diferentes elementos ou pela integração deles.

            Adina apresenta obras, geralmente em bronze e resina, que se debruçam sobre seus assuntos preferidos, como a dança e o universo feminino. De fato, neste último, alcança alguns de seus melhores resultados, conseguindo impregnar em alguns rostos uma intensa sensualidade.

            Versátil no sentido de aceitar diferentes materiais e técnicas como possibilidades de aprimoramento, Adina talvez alcance o esplendor de seu trabalho ao lidar com elementos da cultura judaica. Figuras que valorizam a tradição, com uma estruturação moderna, principalmente em bronze, resultam em expressivos instantes plásticos.

            Há neles, entre outros fatores, uma verticalidade ascensional de amplo conteúdo religioso, mas, acima de tudo, de intensidade plástica que merece ser notada. Reside aí um gesto duplo de conhecer este mundo para mergulhar naquilo que está acima de nós. Tal fato se dá pelo próprio exercício de trabalho sobre o material.

É a força de vencer o espaço e de experimentar suportes que dá à artista a possibilidade de enfrentar, respeitar e conhecer os materiais para dialogar com eles, tomando as dificuldades intrínsecas do fazer e os mais variados assuntos como ponto de partida para um profícuo diálogo versátil com o mundo.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pela Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Artes (AICA-Seção Brasil).

 

 

 

 



 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio