por Oscar D'Ambrosio


 

 


Rogerio Silva

 

            A construção plástica

 

            O grande enigma da arte está na constatação de que cada artista é um mistério. Ele nasce de um sonho e se manifesta das mais diversas formas. A cristalização do pensar em imagens constitui uma jornada absolutamente pessoal, marcada por um caminhar em que o risco se faz sempre presente nas obras de talento.

            Nascido em Matelândia, em 1976, mas radicado em Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, Rogerio Silva apresenta em suas pinturas uma atmosfera de sonho. Não existe o temor de errar, mas, talvez, o de não se expressar conforme o seu desejo.

            O estudo da pintura renascentista e o traço expressionista levam o artista a elaborar um projeto visual em que as figuras parecem derreter sobre a força das massas de tinta, dominadas pelo uso da luz e pela pesquisa de distintas formas de articulação dos corpos.

            Há em Rogerio Silva o gosto pelo movimento e também pela crítica social, no sentido de não aceitar passivamente aquilo que está ao seu redor. Sua luta é a de construir gradativamente uma obra plástica na qual a presença humana seja uma constante como um elemento transformador e, dialeticamente, a ser transformado.

           

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

 Dois
óleo sobre tela 80x80 cm 2008

Rogerio Silva 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio