por Oscar D'Ambrosio


 

 


Roberto Lima

 

            O sacro e o profano

 

            É grande o número de escultores nas cidades do Estado de Minas Gerais que passam boa parte da vida retomando modelos da arte barroca, principalmente da escultura. Embora alguns se revelem artesãos hábeis, poucos conseguem desenvolver um trabalho artístico próprio e diferenciado.

Roberto Lima, discípulo do escultor de santos Hélio Petrus, escapa do risco de cair na mesmice. Com um talento inato para o desenho, imprime às suas esculturas um tom pessoal, mas é no momento que desenvolve um trabalho sobre uma figura muito popular em Ouro Preto, chamada de Sinhá ou Dona Olympia (1889-1976).

Nessa obra, utiliza a sua habilidade, na arte do entalhe, para representar uma figura popular que, entre os anos 1950 e 1970, com cajado na mão, com saias extravagantes, contava, para crianças e adultos histórias em que ela se incluía nas narrativas, dizendo ser noiva de Dom Pedro II, amante de Chico Rei e amiga de Tiradentes.

Uma das andarilhas mais conhecidas do Brasil, ela conversou com Juscelino Kubitscheck e Vinícius de Morais, deu nome à Escola de Samba Sinhá Olympia de Ouro Preto e foi tema, no Rio de Janeiro, da Mangueira em 1990, sob o  enredo “Deu a louca no Barroco”.

Foi na empreitada de talhar e de pintar esse trabalho, que a arte de Roberto Lima deu indícios que pode percorrer novos caminhos. Cada vez mais próximo de seu desenho e das manifestações populares locais, poderá colocar seu talento a serviço de novos desafios plásticos, nos quais poderá expandir seus horizontes artísticos e pessoais.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes (IA) da UNESP, campus de São Paulo e integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

 Festa para Sinhá Olímpia
Madeira policromada à base de têmpera Participou do Salão Olímpia, no Centro de Artes e Convenções da UFOP (Parque Metalúrgico), em julho, durante o Festival de Inverno da Cidade de Ouro Preto 2006

Roberto Lima

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio