por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

  Rita Biagi

 

            Um olhar sobre o Brasil

 

            Historicamente, os escritores e artistas plásticos sempre estiveram à frente da ciência. Basta lembrar, respectivamente, nomes como Julio Verne e Leonardo da Vinci. Em ambos os casos, anteciparam, em muitos anos, avanços e, acima de tudo, estimularam o gênero humano com a sua capacidade de sonhar.

            Rita Biagi, com seus desenhos e tinta acrílica sobre algodão e impressões sobre tela, revisita o governo de Maurício de Nassau, com criatividade e certa ousadia. Retoma, nesse sentido, os mapas do período em que o conde liderou a colônia holandesa no Nordeste. Sediado em Recife, de 1637 a 1644, o empreendimento deixou experiências que a artista recupera.

            Nassau ficou célebre pelos trabalhos de cientistas e artistas que, sob seu patrocínio, exploraram e pintaram a terra brasileira e seus habitantes. Nesse esforço de juntar o que havia de melhor para interpretar o Novo Mundo, deixou um importante legado.

A releitura que Rita Biagi faz da breve aventura holandesa no Brasil constrói uma cartografia visual de emoções, lembranças, seleções pessoais e almas. As técnicas escolhidas preservam essa atmosfera, numa bem guiada viagem que mescla história e tradição, por um lado, e ousadia e modernidade, pelo outro.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

  Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá
150x200 cm impressão e acrílica sobre tela

Rita Biagi

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio