por Oscar D'Ambrosio


 

 

 

 
 

Renan Cruz e Bruno Kurru: um visceral falar do mundo

 

            Renan Cruz e Bruno Kurru têm como afinidade maior o desenho. A necessidade de dar ao pensamento a forma de imagens origina uma conversa em que a técnica e o assunto se comunicam. O que se pensa encontra um instrumento adequado quando nasce sem artificialismo.

            Usar papéis, madeira, panos ou tecidos como suporte dessa expressão sincera não significa seguir caminhos idênticos. Em geral, Cruz é mais dionisíaco no sentido de ter uma grande produção alinhavada pelo gesto e pela busca de respostas a questões interiores que cada vez mais ganham a configuração de manchas de tinta com as quais dialoga.

            Kurru está mais para Apolo enquanto uma reflexão caracterizada por um fazer em que a elaboração, em boa parte baseada na colagem de distintos trabalhos em variadas criações, compõe um universo visual dos mais ricos, com numerosos espaços em branco em que o silêncio fala como local a estimular perguntas.

            Aquilo que aproxima os artistas também os afasta. Essa metáfora ganha aspectos concretos no título Chaves e Portas. As imagens geram questionamentos que cada um pode desenvolver como achar melhor na direção que julgar mais produtiva. É um exercício que encontra seu correspondente no olhar.

Existem, perante cada desenho ou pintura, chaves interpretativas pessoais. Cruz e Kurru as discutem e as oferecem ao observador. Este, por sua vez, as relê e repensa, numa seqüência de leituras infinitas em que as portas da consciência vão progressivamente se abrindo.

            O temperamento das manchas guia os pincéis de Cruz e o uso de um azul celeste preenche as obras de Kurru de forma bem peculiar, no desenrolar de uma caminhada de enriquecimento técnico e de compreensão da arte como um andar que ganha cada vez mais sentido quando não se está sozinho, mas numa direção marcada pela seriedade com que se encara o próprio trabalho como um visceral falar sobre o mundo.    

           

Oscar D’Ambrosio, jornalista , é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes (IA) da Unesp, campus de São Paulo e integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).

 

 

 

 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio