por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

Regina Cheida

 

            A linha sensual

 

            A proposta de tratar o tema da sensualidade por meio da técnica do carvão sobre a tela é um diferencial do trabalho da artista plástica Regina Cheida. Desse modo, ela introduz diversas discussões sobre o papel do desenho no trato do corpo e também do espaço.

            Desenhar, nesse contexto, é uma forma muito peculiar de se relacionar com o mundo. Trata-se de um pensamento que envolve discussões sobre forma e fundo e sobre a presença ou ausência da cor. Há no ato de criar uma relação densa com o espaço e com a exploração de suas potencialidades.

            O corpo feminino apresentado, ora apenas com longas meias, ora com longas luvas e, com os dois adereços, introduz não a questão da sensualidade, mas principalmente a da vestimenta sobre o corpo nu e, mais ainda, a do próprio fetichismo, que braços e pernas alimentam boa parte do desejo masculino.

            A sensualidade ocorre pela presença de uma sutil linha que passa pelos pés da mulher. É no ato de acompanhar com o olhar o movimento dela que são instaurados elos entre aquilo que efetivamente se e aquilo que se busca ver. O lirismo dessa linha talvez seja a maior resposta da verdadeira sensualidade: sutil, mas contundente.

 

             Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Artes (AICA – Seção Brasil)

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

  Línea Sensuale
Tríptico carvão sobre tela 90x140 cm 2008

Regina Cheida

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio