por Oscar D'Ambrosio


 

 


Mara Grebogy

 

            Poética do experimentar

 

            A arte cria encruzilhadas e proporciona, para quem se dispõe a enfrentá-las, perigos e recompensas. A artista plástica Mara Grebogy paranaense radicada em São Paulo, SP, apresenta diversidade de técnicas e assuntos. Cada uma reúne méritos próprios e instaura uma interrogação do mundo.

Há, por um lado, as figuras humanas intituladas “Caretas”. Feitas com a técnica do pastel, exageram traços do rosto gerando figuras muito mais engraçadas que aterradoras. É enfatizada a multiplicidade humana, já que cada rosto, com suas variadas possibilidades de contorções é uma imensa marca digital.

O mesmo raciocínio – só que com a gravura, que sofre, após impressa, interferências com lápis de cor – leva a obras abstratas. O jogo de planos e o diálogo entre as cores torna-se a questão central. Existem ainda as mandalas em que é utilizado um sistema de padronagem na sua construção.

 Há nessas caminhadas e propostas uma encantadora sensibilidade desenvolvida por uma maturidade visual que encontra nas gravuras sua interpretação mais rica enquanto experimentação de materiais e fusão de técnicas. Constrói-se assim uma poética regida pelo estético e contínuo experimentar.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes (IA) da Unesp, câmpus de São Paulo e integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).

 

 

 

 



 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio