por Oscar D'Ambrosio


 

 

 

 
 

Os olhos de Deus de Sidney Lacerda

 

A milenar sabedoria egípcia já dizia que Rá, seu deus supremo, era o “o olho que tudo vê”. Poucos pensamentos são mais  apropriados para celebrar os 70 anos da Clínica de Olhos Dr. Moacir Cunha, em São Paulo. A data será completada em 2010, mas neste ano, como parte das comemorações, o artista plástico Sidney Lacerda realizará a instalação intitulada “Os olhos de Deus”.

As oito janelas da fachada e mais duas em cada lateral da casa onde funciona o centro médico receberão olhos de vidro, que terão o poder de refletir a luz e simbolicamente ampliar o conhecimento ali gerado. O conceito explorado é justamente o de que a divindade, independente de seu nome em cada religião, é capaz de estar presente em todos os lugares ao mesmo tempo.

O local receberá ainda uma luz especial. Alternadamente, focos de luz azul,  magenta e verde iluminarão a casa. Com suas paredes pintadas de branco, a cor dominará o espaço e os olhos exercerão o seu poder de enxergar o mundo sob uma perspectiva espiritual.

Se as três cores utilizadas remetem à trindade católica e à magia do triângulo, base das pirâmides da antigüidade, o fato de serem 12 janelas, com o correspondente número de olhos, cria elos com os 12 meses do ano e os 12 signos do zodíaco. Assim, a clínica torna-se, graças ao trabalho de Sidney Lacerda, um espaço a gerar o olhar dos seres humanos sobre si mesmos e das diversas manifestações divinas sobre o mundo.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

           

 

 

 

 

 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio