por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

Israel Alves Motta: o amor ao desenho

 

            Israel Alves Motta encontra no desenho um rico universo de expressão visual. É por meio dele, com canetas de nanquim que vai criando pacientemente seu universo de florestas e árvores amazônicas. Vai assim gradativamente trabalhando os detalhes e construindo um mundo particular.

            O destaque está na forma como lida com os troncos. Eles parecem ganhar vida na maneira que são elaborados com numerosas reentrâncias e linhas que começam a ganhar o espaço com uma espécie de musicalidade oriunda do conhecimento do artista da região.

            Motta é um homem amazônico à busca de uma representação fiel, mas não por isso isenta de magia. A sua selva está marcada pela presença do mistério e sua devoção à natureza que, com sua força encantadora, tem o poder de seduzir a todo instante.

            O deslumbramento plástico das imagens está na maneira como o artista utiliza os claros e escuros, principalmente nas cenas noturnas. Nesse momento, evidencia-se uma mágica toda especial, acentuada pelo progressivo conhecimento de Israel dos materiais com os quais trabalha.

 

            Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

 



 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio