por Oscar D'Ambrosio


 

 


Monica Ancapi

 

            Entrecruzar de vertentes

 

            A arte é uma necessidade interna de expressão. Para atingir um resultado de impacto, precisa estar repleta de verdade. Não se trata de um processo simples, pois atinge seus melhores momentos quando casa a técnica com o sentimento, brotando com naturalidade, vindo de dentro para fora.

            A chilena Monica Ancapi consegue chegar a suas obras mais fortes quando se debruça na direção de dois caminhos aparentemente distantes, mas que podem se complementar com muita pesquisa e busca das motivações que a mobilizam como artista.

            De um lado, está a descoberta de movimentos ondulados, primeiro em branco e preto e, mais recentemente, com cores. Trata-se de um contínuo desdobrar de pregas que se multiplicam com força, num efeito óptico que cativa o observador para o interior de cada obra. É um trabalho abstrato, no qual cada um coloca suas próprias referências.

            Esse tipo de atividade pode ganhar ainda novas manifestações com a pesquisa de distintos tipos de desenho e de papel, num caminhar por uma jornada em que não pode haver acomodação, mas sim permanente procura de soluções não- repetitivas e desafiadoras.

            Outra possibilidade, igualmente rica e que não descarta a primeira, está na retomada, pela artista, da temática de seus ascendentes, os índios mapuche. O assunto já aparece, com ênfase na mulher, mas pode ser ampliado e relido numa concepção mais contemporânea, principalmente no mergulho do universo da gravura.

            Monica Ancapi apresenta todo um potencial a ser desenvolvido no encontro de um elemento diferenciador para a sua arte. Ele pode ser encontrado tanto nos estudos das veredas possíveis de serem criadas no lidar com as suas ondas fragmentadas, no retorno às raízes chilenas ou no entrecruzar dessas duas vertentes.

           

            Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte  (AICA- Seção Brasil).

 

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

Eu x Duchamp, Jogo de Xadrez 
acrílica sobre lona 125 x 103 cm sem data 

Monica Ancapi 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio