por Oscar D'Ambrosio


 

 


Marcelo De Amorim

 

            Sensível humanidade

 

            A arte figurativa é sempre um desafio. Se, por um lado, exige técnica; por outro, demanda amor às pessoas e à vida. Ser hábil no manejo dos pincéis não basta. Também não é suficiente ter um excelente tema nas mãos, como uma questão social ou a evocação da infância.

            Paulistano, nascido em 1970, Marcelo De Amorim enfrenta essas problemáticas e oferece a sua resposta por meio da expressividade da cor. É nela que encontra o seu caminho.

            Sua obra com tinta a óleo apresenta pessoas de ambos os sexos e de variadas idades, de crianças a idosos, geralmente em situações vinculadas ao universo do trabalho. Busca então ressaltar o que há em cada um deles de existencialmente profundo.

            Numa sociedade regida pela sobrevivência, ou seja, pelas demandas cotidianas, determinadas pela necessidade de ganhar dinheiro, De Amorim cria um espaço visual para refletir sobre a existência. Isso significa que as imagens que estabelece obrigam a pensar a quantas anda o mundo.

            O processo de tomar a realidade e a colocar na esfera de um pensamento global constitui o grande mérito de sua pintura. Existe em seus quadros uma mensagem transmitida com uma linguagem direta, plena de sensível humanidade, que toca o observador logo no primeiro olhar.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

 Carro velho 
óleo sobre tela 60x80 cm sem data

Marcelo De Amorim 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio