por Oscar D'Ambrosio


 

 


Luiz Martins

 

            A força motriz dos desafios

 

            A poética de Luiz Martins tem na pesquisa e na experimentação fatores essenciais. Seja como desenhista, pinto, gravador ou escultor proporciona a mesma busca e inquietação. Contrário à mesmice, encanta pelo seu poder de questionar, por meio das formas, saberes instituídos.

            Isso se dá em grande parte pela maneira de lidar com o espaço. Certas vezes faz uso dos brancos do papel, mas também sabe como preencher aquilo que encontra pela frente para gerar uma expressiva relação com os materiais. A discussão não está só no saber fazer, mas nas oportunidades criadas de utilizá-los.

            Elementos como o extrato de nogueira funcionam tão bem como a tinta a óleo ou acrílica. O segredo está no entendimento de que cada um pede uma solução, seja na forma de manipulação ou na convicção como se atinge o realizar, com respeito ao que é permitido e ao que oferece um impacto delicado e espetacular ao mesmo tempo.

            A delicadeza reside na atenção que cada obra merece em termos de acabamento e concepção. O espetáculo está em algum virtuosismo rumo a experimentações tanto no âmbito do bidimensional como no tridimensional, levando em conta que o artista se vale muitas vezes de formas geométricas, como círculos, para atingir o que deseja.

            Mineiro de Machacalis, Luiz Martins, nascido em 1970, percorre as veredas do saber de maneira não ortodoxa. Quer sempre dar um passo a mais – e isso exige nunca estacionar, olhando o próprio trabalho continuamente para nos detalhes encontrar a força motriz dos próximos desafios.

             

            Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

  Sem título 
pigmento de extrato de nogueira e nanquim 121x160 cm 2008

Luiz Martins

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio