por Oscar D'Ambrosio


 

 


Liane Iwahashi

 

            A conquista do espaço

 

            Quando se pensa nas artes plásticas, é comum que se cobre do criador o desenvolvimento de um determinado assunto. Muitas vezes, ele se torna mais importante do que a própria técnica desenvolvida e passa-se a não se ver mais como se pinta ou se esculpe, pois a discussão gira apenas em torno do tema enfocado

            Liane Iwahashi, nascida em 1985, sabe como fugir desse risco. Suas raízes visuais estão no avô, Masato Misawa (1920 -1976), imigrante japonês que se dedicou à pintura e à escultura após ficar paralítico num acidente, e à mãe, formada em artes plásticas.

            O interesse pela arte vem de casa e, acima de tudo, de uma necessidade de se expressar perante o mundo. Significativamente, embora tenha passado, em seus estudos pela arte dita acadêmica e pelo abstracionismo, parece ter encontrado a sua linguagem ao mergulhar, com fotos, xilogravuras e pinturas na Avenida Paulista, coração da metrópole paulistana.

            O fato de residir lá perto e de ter trabalhado exatamente ali, na equipe que elabora a Enciclopédia de Artes Visuais do Itaú Cultural, forneceu um manancial imagético que não podia passar despercebido. Sua resposta plástica, marcada pelo uso do espaço em branco do suporte e pelas formas verticalizadas, amadurece quando a técnica é colocada a serviço do desenvolvimento do assunto.

            As antenas de emissoras de rádio e televisão da avenida deixam de ser representações figurativas para jogos de linhas em que o côncavo e o convexo interagem em nome de uma composição auxiliada pela cor que expressa o movimento interno de uma busca pela perfeição a toda prova e instante.

            Isso significa a vontade íntima de explorar o próprio potencial até o limite. Existe, nesse processo, a cobrança de captar a essência da Avenida Paulista. E ela está no traço progressivamente nervoso e na criação de fundos que potencializem essas formas para que o espaço retratado seja cada vez menos importante e o fascínio do observador se dê, cada vez mais, não pelo logradouro retratado, mas pela maneira como Liane o conquista e interpreta em suas telas e imagens. 

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Artes (AICA – Seção Brasil)

    

 

 
 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

 Série Antenas
óleo sobre tela 40 x 20 cm 2007

Liane Iwahashi

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio