por Oscar D'Ambrosio


 

 


Fernando Cardoso

 

            Reflexão sobre o corpo

 

            O universo da escultura oferece numerosas surpresas a quem nele se aventura. O grande jogo está em como realizar um trabalho individualizado perante o grande número de referências que se avolumam, tanto no Brasil como no exterior. Ser pessoal e universal ao mesmo tempo é uma constante procura.

            O escultor paulistano Fernando Cardoso, nascido em 1969, tem sua caminhada marcada por algumas particularidades a serem progressivamente desenvolvidas. Uma delas é o uso de corpos com uma estrutura mínima para sustentá-los e o uso de pés grandes que instituem uma poética que remonta a imagens ancestrais.

            Há nesse trabalho também algo de humor e um movimento a ser aproveitado de diversas formas. Nessa direção, a obra em que um corpo se estica e dobra como uma ponte surge como uma pesquisa visual de amplo potencial e que pode ter muitos desdobramentos.

            Partindo da estética figurativa que o caracteriza, mas sempre dentro de uma estilização, Fernando Cardoso, seja em bronze, resina ou outros materiais, propicia uma reflexão sobre o corpo humano. A maneira como o vislumbra certamente será a pedra de toque de suas peças vindouras.

           

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 
 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

  Mami 
bronze 78x40x38 cm sem data

Fernando Cardoso

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio