por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

            Fang

 

            A poética da composição

 

            Procurar o novo incessantemente é uma das principais qualidades da pintura do artista plástico Fang. Nascido na China em 1931 e radicado no Brasil, ele busca, em seus trabalhos, seja na pincelada ou na composição, agregar elementos originais e indagadores.

            O grande desafio a que o artista se propõe é o exercício constante da observação. Isso permite uma maior e melhor exploração dos espaços vazios, além da humildade de perceber que ser autêntico não significa esquecer o passado, mas construir, a partir dele e das próprias experiências, uma poética.

            Fang consegue ser verdadeiro em sua pintura por ter atingido um nível artístico que escapa do estereotipado e dos modismos. Isso pode ser verificado na forma como trata o espaço. Ao introduzir elementos de estranhamento em suas composições, obriga quem vê a refletir e esse exercício valoriza a sua arte.

Seja em tinta a óleo, com tinta acrílica, sumiê ou aquarela, existe, tanto nas composições de naturezas-mortas com elementos surpreendentes, como regadores e brinquedos, ou em paisagens vistas de perspectivas sutilmente distintas do comum, uma coerência de busca de alternativas para a exploração dos espaços.

Um casario pintado pelo artista, por exemplo, não se concentra no assunto em si mesmo, mas na forma de compor as imagens e ocupar a tela. Torna-se assim evidente que o verdadeiro tema de Fang não está no que ele representa, mas na arte em si mesma, como mecanismo de auto-conhecimento e de desvendamento do mundo.

            Não ser superficial e deixar a imaginação livre são pressupostos da obra de Fang. Geralmente em tom pastel ou com um azul bastante característico, ela está sempre se reinventando. Busca dizer algo novo com um estilo e um pensamento plasticamente amadurecido sobre o que é pintura e como ela constitui uma interpretação pessoal e intransferível da realidade.

 

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes (IA) da UNESP, campus de São Paulo e integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).

 

 
 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

 Toy tiger
óleo sobre tela 44,5 x 55 cm 1990

Fang

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio