por Oscar D'Ambrosio


 

 


Doc

 

            Imagens abissais

 

            A experiência de arte de rua, embora não deva ser glamourizada, vem gerando uma série de artistas que, seja em muros, no papel, na tela ou sobre madeira, tem muito a contribuir para uma discussão séria e autêntica do que é feito hoje em termos de produção visual no país.

            Trata-se de um crescimento, no mínimo, visceral e bastante diferenciado devido ao histórico e à vivência de cada artista envolvido. Paulistano, nascido em 1985, Henrique Mendonça de Aquino, que assina seus trabalhos como Doc, tem uma marca registrada na forma como constrói uma escrita em diversos suportes.

            O mais fascinante, porém, são suas figuras abissais. Não me refiro apenas aos peixes que parecem oriundos das profundezas do mar, mas a toda uma série de obras que portam essa mesma força. São traços negros, caligráficos que incorporam uma dinâmica muito especial.

            Enquanto há artistas que passam anos a buscar sua identidade, Doc já a tem. Como desenvolvê-la e como fazê-la casar com a cor, por exemplo, são desafios futuros. De qualquer modo, seu universo de imagens e figuras abissais pode ser um lúcido, intenso e belo caminho a percorrer nas artes.

           

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 
 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 

  Peixe abissal 
latex, spray, marcador sobre couchê 50x70 cm sem data

Doc

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio