por Oscar D'Ambrosio


 

 


Dilvan Borges: habilidade de colorista

 

            Pintores autodidatas apresentam diversas formas de expressão. Há aqueles, como Nilson Pimenta, no Mato Grosso, que  optam pelas tonalidades menos vibrantes, realizando uma crônica de fatos jornalísticos ou cenas da região. Outros, como Dilvan Borges, mergulham no universo da cor.

            Seja a temática uma piracema, uma plantação ou uma paisagem, no formato tradicional retangular ou de mandala, o que cativa em sua pintura, desde o primeiro olhar, é a maneira como as cores e as formas interagem no sentido de criar atmosferas de sonho, em que os movimentos visuais são propiciados pela combinação entre elas.

            Com o passar dos anos, este jovem artista goiano tende a um aprimoramento cada vez maior se souber dar ao seu inegável talento de colorista uma dimensão plástica baseada no sucessivo trabalho com as formas em busca de uma linguagem progressivamente encantadora em que a espontaneidade própria dos autodidatas estabeleça uma dimensão poética alicerçada na criação de climas fantásticos, regidos pela criatividade e pelo poder de surpreender a cada tela.

 

Oscar D’Ambrosio, mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (Unesp), é crítico de arte e integra a Associação Internacional de Críticos de Artes (Aica - Seção Brasil).

 


 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio