por Oscar D'Ambrosio


 

 


Cris Vunkya

O mundo perfeito

 

Mandala é um termo hindu que significa círculo. Introduzida no Tibet, é utilizada como instrumento de contemplação e concentração, que auxilia o espírito a avançar em sua evolução. É nesse amplo e rico universo da espiritualidade, que a pintora Cris Vunkya realiza o seu trabalho, com uma ampla riqueza de imagens que cristalizam, em mandalas, mundo perfeitos, em que interior e exterior se harmonizam.

Nascida em 17 de setembro de 1954, em São Paulo, SP, Cris Vunkya chama-se, de fato, Maria Cristina de Carvalho Fúncia e já assinou quadros como Cris Fúncia. Com o seu atual nome, sente-se mais à vontade para criar, já que, com ele, se desvincula da atividade profissional que exerce como analista clínica.

Foi justamente pela integração entre sua habilidade com as mãos e seu desejo de curar pessoas, que Cris estudou farmácia-bioquímica, especializando-se em análises clínicas, ou seja, na arguta percepção de ver, com microscópio, aquilo que é invisível a olho nu.

Analogamente, no seu ofício de pintora, Cris realiza tarefa semelhante, pois mostra, em suas telas, aquilo que as pessoas não conseguem ver. Se em sua carreira profissional, ela percorre os caminhos da homeopatia, medicina chinesa e ayrvédica, além de radiestesia, cursos de cristais, florais, reiki, e chi kung, nas artes plásticas, está sempre à procura de aprimoramento, aperfeiçoando-se em desenho e na pintura.

A relação de Cris com as artes plásticas se deu, de maneira interessante, em 1995, quando a sua filha caçula sofria de anorexia. Na busca de um remédio que lhe abrisse o apetite sem provocar nenhum efeito colateral, descobriu a pintura a óleo, organizando cores e formas de modo a agir nos centros energéticos do corpo para estimular o apetite. Colocada no final do corredor de sua casa, em local de passagem obrigatória para todos, a tela gerou excelentes resultados.

Cris não parou por aí. Inquieta em sua busca por um mundo individual e coletivo perfeito, ela continuou pintando mandalas que auxiliam as pessoas a enfrentar dificuldades interiores, trabalhando sempre com símbolos ancestrais. Os tons das cores são assim amplificados ou amenizados para agir nos centros energéticos.

As mandalas de Cris, além de seu aspecto terapêutico, oferecem composições com perfeito equilíbrio. Funcionária pública, Cris trabalha numa farmácia da Prefeitura Municipal de São Paulo, enquanto a sua mente pictórica e curadora está imersa em meditações, evocações, mantras e iogas.

Por isso, quando frutas, flores e animais surgem nas telas da artista, não são colocados arbitrariamente, mas em função da influência e da interação que terão com determinado órgão. Ocorre assim o combate de desequilíbrios, ilusões e frustrações, como ocorre na tela em que os cinco sentidos – visão, tato, olfato, audição e paladar – são metaforicamente dispostos no interior de uma mandala.

Uma das características das obras de Cris é o uso de cores geralmente fortes, presentes em mandalas sobre o jogo dos relacionamentos, sob um fundo azul, índice do equilíbrio e da harmonia; sobre a humildade, em tons de amarelo, verde e marrom; sobre o amor, com um diálogo entre corações e losangos; sobre a impermanência, com intenso movimento pictórico em vermelho, branco e preto; e sobre o encontro das almas gêmeas, em belos tons de amarelo que aludem ao poder regenerador do sol e do fogo.

A mandala possui uma eficácia dupla. Se, por um lado, conserva a ordem psíquica, quando esta já existe; por outro, busca, ao exercer uma função estimulante e criadora, restabelecer uma ordem que desapareceu. As telas de Cris Vunkya realizam essas duas tarefas com igual eficiência e eficácia, pois a artista, com seu talento para lidar com as cores e as formas, obtém resultados que embelezam os olhos e curam a alma.

Oscar D’Ambrosio é jornalista, crítico de arte e autor de Os pincéis de Deus: vida e obra do pintor naïf Waldomiro de Deus (Editora UNESP).   

   

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

"Encontro das Almas Gêmeas"

- O-S.T - 40X50  -  2001

Cris Vunkya

 

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Galeria de Fotos

 

Oscar D’Ambrosio