por Oscar D'Ambrosio


 

 


Cida Ornaghi

 

            A fascinação pela imagem

 

            O trabalho plástico de Cida Ornaghi introduz duas discussões, ambas de grande importância para os rumos da arte contemporânea: a colagem e a encáustica. É na junção de ambos que ela consegue seus efeitos visuais, que mesclam a criatividade da primeira técnica com a tradição da segunda.

            De fato, quando se pensa em colagem, é inevitável lembrar que seu procedimento, por definição, relativamente moderno e bastante utilizado por artistas como Braque e Picasso, é juntar numa mesma imagem outras de origens diferentes. Seu mistério está na maneira de criar composições e usar materiais de diversas texturas.

            Em contrapartida, a encáustica, nome derivado do grego enkausticos, “gravar a fogo”, é uma das técnicas de pintura mais antigas que se conhece. Caracteriza-se pelo uso da cera de abelha como aglutinante dos pigmentos, gerando uma mistura densa e cremosa, resistente ao tempo, como mostram trabalhos gregos, romanos e egípcios.

            O lado efêmero da colagem dialoga com a resistência da encáustica numa obra que impressiona pelo efeito plástico e gera no observador a curiosidade de saber como aquilo foi feito. As abstrações que surgem são um universo de combinações entre o aspecto de brincadeira infantil que a colagem evoca e o ressecamento das memórias que a técnica da encáustica gera.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

 

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

Sem título 50 x 50 cm técnica mista

Cida Ornaghi  

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio