por Oscar D'Ambrosio


 

 


   Bel Frugiuele

 

            Busca constante por desafios

 

            A pintura é um dos caminhos mais fascinantes como exercício visual. Não se trata apenas de uma discussão sobre um assunto, mas, acima de tudo, uma forma de se relacionar com a realidade. Escolher o que será pintado e como isso será feito são passos essenciais.

            Bel Frugiuele tem uma produção intensa e utiliza como um de seus principais motivos o corpo humano. A maneira de apresentá-lo é que chama a atenção. Na forma de dominar a cor, principalmente os verdes, azuis e tons terrosos, instaura seu olhar diferenciado, poético, com alguma sutileza.

            Ela não se contenta com a realidade como a e muito menos com pequenas dimensões. Há a busca de espaços mais amplos, onde os personagens ocupam a área e as figuras se alargam. Existe um contínuo de perseguir de assuntos para expressar diversas personalidades e feições, não raras vezes com ousadia.

            Com 80 anos de idade dez de pintura, Bel Frugiuele em cada novo quadro se propõe o desafio de não se repetir. Para isso, há a necessidade permanente de se impor novas propostas, que demandam a procura de soluções plenas de intuição e domínio técnico, numa escalada em espiral rumo ao aperfeiçoamento.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes (IA) da UNESP, campus de São Paulo e integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA-Seção Brasil).

 

 

 



 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio