por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

Os artistas no papel

 

            

 

            Inventado na China, por volta do ano de 105 da era cristã, o papel teve o seu uso difundido pela Ásia central e, no século XIV, foi introduzido pelos árabes no continente europeu. Desde o início, serviu como suporte para a escrita e para diversas formas de arte. Essa história prossegue até hoje, na Exposição Papel de 3 Artistas, na Casa Caiada 35, de 15 a 28 de junho de 2005, em São Paulo. São apresentadas obras de Alexandre Bernardes, Luci Torres e Rosa Pillon.

            Alexandre Bernardes oferece um trabalho com uma textura envolvente. Tendo como tema visível e explícito a cidade de São Paulo em algumas imagens, sua pesquisa ganha em significado ao se afastar do referencial concreto e caminhar pelo ludismo das composições. Assim, quanto menos mostra, maior é o efeito visual que atinge.

            Luci Torres propicia em suas aquarelas uma visão bem-humorada da frágil condição humana. Com delicadeza, estabelece composições em que conjuntos de formas circulares obrigam a uma reflexão sobre o sentido da vida para o ser humano em geral e, para os artistas plásticos, especificamente.

            Rosa Pillon apresenta uma visão pessoal na construção de uma poética reveladora de uma inquietação interior profunda, que se materializa nestes trabalhos sobre papel. A sua pesquisa sobre  Rio Tietê e a cidade de São Paulo está presente, mas o que mais fascina é a capacidade de solucionar composições plasticamente pela maneira como trabalha a potencialidade e os recursos da linha em diversas técnicas.

Os três oferecem visões peculiares do que a arte em papel pode conceber. O expressionismo de Bernardes, a poeticidade de Luci e o forte temperamento de Rosa Pillon se conjugam numa exposição que aponta para o talento de artistas que reúnem plenas condições para ganhar espaços cada vez maiores e melhores nas galerias nacionais.

 

Oscar D' Ambrosio, jornalista, mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista (UNESP), é crítico de arte e integra a Associação Internacional de Críticos de Artes (Aica- Seção Brasil), a Associação Paulista de Críticos de Artes e a União Brasileira de Escritores. Publicou, para a Coleção Contando a arte de..., da Editora Novhaa América, livros sobre os artistas plásticos Ranchinho, Maroubo, CACosta, Jocelino Soares, Antonio Peticov e Waldomiro de Deus.

 

 

 


 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Galeria de Fotos

 

Oscar D’Ambrosio