por Oscar D'Ambrosio


 

 


 

Alice K.

 

            Poética do movimento

 

            Se existe algo fascinante nos trabalhos tridimensionais, é o poder que eles podem ter de representar o movimento. A obra plástica de Alice K. se vale desse conceito ao lidar com figuras femininas em que dois aspectos merecem especial destaque: a temática da dança e o panejamento das vestimentas.

            As imagens que remetem ao bailado são de grande interesse estético por fazer uso do material com elegância e equilíbrio. Cada instante parece estar congelado no tempo, como se fosse um fotograma. É possível imaginar o que vem antes e depois, gerando assim a ilusão de uma vitória sobre o efeito derrisório do tempo.

            Quanto ao modo como as vestimentas são apresentadas, trata-se de um diferencial da artista. A maneira de fazer cada escultura revela uma afeição pelo detalhe e um cuidado técnico no acabamento. Cada peça, desse modo, torna-se uma pequena jóia lapidada no sentido de conter toda a devoção da artista no processo de feitura.

            No desafio de captar a essência do movimento, seja numa cena de coreografia de dança ou na expressão de uma figura religiosa, Alice K. capta a poesia que existe no corpo humano. Isso demanda sensibilidade, dedicação e a disposição de encarar cada nova construção como uma oportunidade de sempre superar as realizações anteriores.

 

Oscar D’Ambrosio, jornalista e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP, integra a Associação Internacional de Críticos de Arte (AICA- Seção Brasil).

 

           

 

No Netscape clic com botão direito para ver a imagem


Fechar Foto                                                                                              Abrir Foto

 Bailado
47x20x40 cm bronze

Alice K.

 

artCanal

 

Outros Artistas

 

Oscar D’Ambrosio